Desafios para redução dos riscos à saúde relacionados as mudanças climáticas, desastre e Emergênc...

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Desafios para redução dos riscos à saúde relacionados as mudanças climáticas, desastre e Emergências em Saúde Pública (ESP)! by Mind Map: Desafios para redução dos riscos à saúde relacionados as mudanças climáticas, desastre e Emergências em Saúde Pública (ESP)!

1. Fatores de risco para ESP

1.1. Ameaças terroristas

1.2. Agentes químicos, biológicos e radionucleares

1.2.1. Eventos de massa

1.2.1.1. Crises econômicas

1.3. Mudanças Climáticas

1.3.1. Emissão de gases de efeito estufa

1.3.2. CO2, N20 e CH4

1.4. Impactos na Saúde

1.4.1. Afetam os vulneráveis

1.4.2. Diretos e Indiretos

1.5. Resistência microbiana

1.6. Insegurança alimentar

1.6.1. Condições de vida precária

1.7. Hesitação vacinal

2. Mudanças Climáticas

2.1. Alterações hidrológicas

2.2. Elevação dos níveis dos oceanos

2.3. Aumento da ocorrência de tempestades

2.4. Desastres

2.4.1. Exceder a capacidade da comunidade, o que amplia os danos e doenças

2.4.2. Alteração do funcionamento da comunidade levando perdas materiais e econômicas

3. Desastres tecnológicos

3.1. Indústrias

3.2. Contribuem para degradação ambiental

3.2.1. Desastres tecnológico causando um natural, mineração - Samarco e Vale S.A.

3.2.2. Desastre natural gerando um tecnológico - Fukushima, Japão

4. Desenvolvimento de Políticas

4.1. RRD - 1989: redução do impacto de desastres naturais

4.1.1. Acabar com a pobreza

4.1.2. Acabar com a fome

4.1.3. Assegurar vida saudável e promover bem-estar

4.1.4. Assegurar educação inclusiva e equitativa e de qualidade

4.1.5. Assegurar disponibilidade e gestão sustentável da água

4.1.6. Proteger, recuperar e promover uso sustentável dos ecossitemas

4.1.7. Contribuir infraestruturas resilientes e promover industrialização inclusiva e sustentável

4.1.8. Tornar cidades e assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentável

4.1.9. Tomar medidas urgentes para combater mudanças climáticas e seus impactos

4.1.10. Conservação e uso sustentável de mares e oceanos

4.2. RSI e Marco de Ação de Hyogo

4.2.1. auxiliar na prevenção de riscos agudos na saúde pública

4.2.1.1. Agenda Global de Segurança Sanitária

4.3. ESP: evento extraordinário ocasionado por agravo de saúde

4.4. Marco de Sendai - 2015

4.4.1. Princípios de Bangkok

4.4.1.1. Reduzir número de pessoas afetadas por desastre no mundo

4.4.1.2. Reduzir perdas econômicas diretas por desastres

4.4.1.3. Reduzir os danos causados por desastres em infraestrutura básica

4.4.1.4. Aumentar disponibilidade e aceso a sistemas de alertas precoce

4.4.2. Definição de desastres naturais ou induzidos por processos humanos

4.4.3. Incorporar as mudanças climáticas como fator de risco

4.4.4. Reconhecimento do setor saúde como beneficiário da RRD

5. Necessidade de ampliação do Sistema Nacional de Redução de Riscos à Saúde

5.1. Os desastres ocorridos no Brasil afetaram a vida de mais de 96 milhões de pessoas.

5.2. Recursos tecnológicos e ferramentas apropriadas para detecção precoce das principais doenças por tipo de desastre

5.3. Técnicos preparados em diferentes níveis de formação e especialidades para operacionalizá-lo.

5.4. Investir em infraestrutura resiliente

5.5. Intensificar planejamentos integrados por processo

5.6. A criação de um Fundo de financiamento específico para elaborar, apoiar e promover ações e pesquisas sobre redução de riscos à saúde