Industrialização em Portugal

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Industrialização em Portugal por Mind Map: Industrialização em Portugal

1. Bloqueios

1.1. economia tradicional

1.1.1. Agricultura tradicional

1.1.2. Reduzido mercado interno

1.2. Instabilidade política

1.2.1. Revolta de setembro de 1836

1.2.2. Golpe de Estado de Costa Cabral (1842)

1.2.3. Revolta da Maria da Fonte (1846)

1.2.4. Revolução da Patuleia (1847)

2. Arranque

2.1. A Regeneração

2.2. O Fontismo

2.2.1. Fontes Pereira de Melo

3. Realizações

3.1. Agricultura

3.1.1. Medidas com vista à modernização

3.1.1.1. Introdução de novas máquinas e utensílios agrícolas

3.1.1.2. Aumento da área de cultivo: cultura extensiva; aplicação de adubos químicos e fertilizantes e seleção de sementes

3.1.1.3. Desenvolvimento da cultura do vinho, arroz e batata, azeite...

3.1.1.4. Incentivou-se a criação de gado

3.1.1.5. Criação de instituições facilitadoras de crédito

3.2. Indústria

3.2.1. Unidades fabris

3.2.1.1. Fábrica de Fiação de Xabregas

3.2.2. Introdução da máquina a vapor

3.2.2.1. Casa da Máquina a vapor- Museu da Pólvora_Seixal

3.3. Rede Viária e Pontes

3.3.1. Ponte Dna. Maria - Porto

3.4. Modernização de portos e faróis e incentivo à navegação a vapor

3.5. Comunicações

3.5.1. Telefone

3.5.2. Telégrafo

3.5.3. Selo Postal

3.6. Expansão da rede ferroviária

3.6.1. Inauguração da linha de ferro, Lisboa-Carregado

4. Dependência Externa

4.1. Dependência face ao estrangeiro

4.2. Empréstimos

4.3. Aumento da dívida externa

4.4. Política livre-cambista que colocava os nossos produtos e mercados internos à mercê da poderosa concorrência dos produtos estrangeiros

4.5. Falta de capitais (crise deflacionária internacional e diminuição das remessas dos emigrantes brasileiros) e a tendência especulativa da nossa Banca.

5. Surto Industrial de final do século (1890-1914)

5.1. Intensificação do nível tecnológico

5.2. Novas indústrias

5.2.1. Cimento, extração de óleos industriais; superfosfatos; tintas e vernizes e metalurgia pesada

5.3. Concentração Regional

5.4. Companhias concentradoras de capital